Postagens recentes

quinta-feira, abril 27

Pra se inspirar: tapetes, pra quê?

Tapetes na decoração - blog dá um zoom
Hoje eu vim aqui pra falar de um item um tanto polêmico, muitos gostam e muitos odeiam, mas precisamos entender algumas coisinhas, então vamos falar um pouquinho sobre tapetes. 
Pra começar, você aí sabe pra que serve um tapete? O tapete tem duas funções básicas, a primeira de trazer maior conforto para o ambiente, repare nas fotos abaixo, na primeira temos um ambiente com tapete e na segunda sem, só de olhar por uma foto, em qual você acha que se sentiria mais confortável, teria mais aconchego? Provavelmente a resposta é na primeira. 
A segunda função é de abraçar um ambiente "solto". Sabe quando temos um ambiente em plano aberto? Aqueles que junta a sala de estar com a de jantar e cozinha, tudo isso num mesmo piso e sem mudanças, é aí que o tapete entra pra abraçar e delimitar os espaços, novamente trazendo o conforto de não ter peças "soltas".
Apesar das duas funções nós temos de pensar nos contras do uso do tapete, por exemplo, se você é muito alérgico pode acabar tendo alguns problemas já que normalmente eles acumulam pó; também temos a questão de que eles precisam ser constantemente limpos, assim não geram problemas pra ninguém; o último e mais importante contra dos básicos, é que o tapete em boa parte das vezes acaba diminuindo o espaço, afinal, ele tá segregando o mesmo e fazendo com que parte dele "deixe de existir", isso acontece muito quando o piso e o tapete contrastam.
Agora vamos pra escolha. Existem mil e uma regras, como por exemplo as da imagem abaixo, mas nem sempre podemos segui-las, seja por espaço ou até mesmo custo, mas sempre temos de medir e fazer um mínimo pra que aquilo não se torne uma coisa bizarra no ambiente. Comece por medir o espaço livre onde pretende colocá-lo, quando for procurar, tente encontrar um que seja um tantinho maior pelo menos, entrando pra debaixo de um móvel que seja, já vai te dar uma sensação de continuidade e por consequência maior amplitude do ambiente. Veja também a paleta de cores e o estilo de tapete que você deseja, pense na manutenção que ele vai te dar e escolha o que mais se encaixa na questão. Lembrando que tapetes muitas vezes são coisas mais caras, então se não quiser trocar muito em breve, escolha uma coisa mais neutra, sempre pensando naquela dica já passada aqui de deixar as cores pros itens mais básicos e baratos, podendo trocar sempre que cansar dela. 
Então se joga, pensa, se inspira e coloca um tapete aí! Eu coloquei o meu tão sonhado recentemente e a única coisa que tenho a dizer é que tô amando demais - pra quem quiser ver ele aparece no vídeo de reforminha e redecoração do meu quarto que muito em breve vai estar lá no canal, só ficar de olho! Mas me contem, vocês amam ou odeiam a peça? Quer mais inspiração? Vem pro meu Pinterest!
Sophia Cuñado

quinta-feira, abril 13

Texto: Nós precisamos

A vida ela é uma coisinha frágil e sem sentido, não é mesmo?
A vida que a gente leva hoje é qualquer coisa, menos normal, ideal. A gente tá sempre correndo pra cima e pra baixo, fazendo o possível e o impossível, se desdobrando em mil e acabamos não vivendo, não cuidando de nós mesmos e não nos importando com o do lado.
Quantas vezes você engoliu a comida, jogou uma água – porque não se pode chamar aquilo de banho – e saiu correndo pro trabalho ou pra aula? Quantas vezes você passou horas imaginando como tudo seria se uma coisinha ali fosse diferente? Quantas vezes você imaginou uma vida totalmente diferente, calma, onde não tivesse todos aqueles problemas, onde você pudesse simplesmente acordar num horário ok, tomar um café da manhã, tomar um banho, ler as notícias e só então começar seu dia? Quando foi a última vez que você passou uma semana sem pensar em como pagar todas as contas? Quando foi a última vez que você realmente ouviu o que uma pessoa tinha a dizer?
A verdade é: nós não estamos vivendo, estamos sobrevivendo com o que temos, e na maior parte das vezes o que temos não é que queremos. Mas sinto informar, eu não venho aqui com uma solução, aliás, se você tiver uma, por favor, me conte! Eu vim aqui pra refletir, o que estamos fazendo?
Muitos estamos prejudicando nossa saúde, nosso bem estar e matando aos pouquinhos nossos maiores sonhos. Nós não vemos o que tá acontecendo com nós mesmos, muito menos com os outros, e quando vemos, simplesmente não nos importamos, consideramos o problema dos outros menos que os nossos, mas todos temos problemas.
Precisamos sair desse limbo, precisamos viver, experimentar coisas novas, poder aproveitar um dia sem se preocupar com o relógio. Fazemos tudo as pressas, e precisamos parar com isso.
Precisamos ter tempo, dinheiro e jeitos de por nossos planos em prática, sonhar mais e realizar nossos sonhos, a gente simplesmente precisa!
Infelizmente, como já disse, não venho aqui com uma solução. Muitos dizem “joga tudo pro alto e vai viver seus sonhos”, a gente vê as matérias de gente que resolveu largar tudo e sair por aí tentando alguma outra coisa, mas acredito que muitos saibam que isso nem sempre é possível, na maior parte das vezes não. Mas precisamos pensar num jeito, numa alternativa, de viver e não sobreviver, a sair desse caos, todos precisamos. Precisamos olhar pro do lado e ouvir, as vezes as pessoas precisam disso. Precisamos parar de achar que nossos problemas são os maiores do mundo, porque não são, todos tem os seus e cada um num grau, o que pode parecer fácil pra você pode ser o inferno do outro, e isso vale pra tudo na vida. Eu tento todos os dias mudar essas coisas, sair desse limbo, e espero que você também, mais ainda, eu espero que você consiga!

Sophia Cuñado