Faculdade: Dadá

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014
"Dadá é isso, dadá é aquilo, dadá é tudo, e também é nada." Eu lembro da minha professora de literatura do segundo ano do médio falar isso (ou alguma coisa assim), pesquisei e não encontrei nada parecido, é.
Mas isso nos leva ao tema do post de hoje, um trabalho da faculdade sobre dadaísmo. Os grupos foram montados e os temas sorteados, e nós conseguimos o que queriamos por sorte ou destino - whatever.

Tudo é arte no dadaísmo, mas eles gostam de criticar (principalmente a política) e mostrar pras pessoas o que elas sabem que existe mas "não querem ver". Eles traziam coisas do dia-dia e faziam delas arte. O poema dadaísta era bem simples e fácil de fazer, você pegava um texto, recortava as palavras, colocava em um saco, pegava aleatóriamente e ia colando na ordem em que tirasse do saco, pronto.
O movimento começou em Zurique no ano de 1916.
Exite um museu dedicado ao movimento na sua cidade natal, Zurique, o nome é Cabaret Voltaire, nome do lugar onde os artistas do movimento se reuniam.
Levando em consideração tuuudo isso aí em cima, a gente resolveu "criticar", mostrar o assunto do momento, a falta d'água. Usamos baldes como baldes e bexigas como gotas d'água, nelas tinham palavras grudadas, formando um poema dadaísta. 

A professora adorou a ideia, elogiou bastante ♥

Já viu o primeiro post falando sobre trabalho de faculdade? Ainda não? Então clica aqui e dá uma olhadinha lá, é bem legal!

Curta a page do blog!

Sophia Cuñado

6 comentários:

  1. Parabéns pelo trabalho, ficou otimo
    http://eimeconta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Parabéns para nós, mandamos muito bem.

    www.thalitapiacentini.com

    ResponderExcluir
  3. Parabés pela criatividade do grupo, acho que pegaram bem a "essencia" do dadaísmo ... muita gente acha que é um monte de coisa sem noção ... pode se meio estranho, mas tem conteúdo sim, vocês mostraram isso com a crítica \o bjs
    www.moniitorando.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada ♥ a gente tentou criticar mesmo, afinal, dadaísmo é isso. A professora também adorou por a gente ter pego um estilo do passado e ter conseguido trazer pro presente, no caso, a falta e o desperdício d'água!

      Excluir

Oba, deixa um comentário aqui dizendo o que achou do post!