Postagens recentes

quinta-feira, dezembro 22

Desapegar é necessário

Estamos numa época em que desapegar é moda, mas por que as pessoas tão aderindo? Porque é necessário, se você não faz tal coisa, acaba ficando atolado, atolado de coisas que já não são usadas, pessoas baixo astral e energias ruins. E hoje eu resolvi falar um pouquinho sobre essa coisa que foi tão presente no meu ano de 2016 que está pra acabar. Então vamos a uma breve sitação com o significado da palavra:
De.sa.pe.gar: 1 - tornar-se desapegado ou menos afeiçoado. 2 - fazer eliminar ou eliminar um hábito ou um interesse, afastar (-se). 3 - Despregar (-se) o que está unido ou colado; descolar (-se); desprender (-se). - Dicionário Michaelis
O desapego entrou na minha vida desde muito pequena, minha mãe sentava comigo todo final de ano e me fazia encher um saco preto com brinquedos que seriam doados, sempre me dando o livre arbitrio de escolher o que eu não queria mais e explicando que eu tinha outras coisas pra brincar, ao contrário de muitas outras crianças. Depois isso foi acontecendo com as roupas, como eu faço até hoje, agora não só no natal. Mas esse foi o desapego que ficou na minha por uma boa parte, só depois que eu fui descobrir que desapegar não é só pra coisas materiais.
Depois de muito - quase vinte anos - tempo da minha vida, eu fui descobrir que desapegar é necessário nos mais diversos nichos, você precisa se desapegar de hábitos, maus hábitos, sabe aqueles que você até sabe que te fazem mal mas não deixa por preguiça ou até mesmo comodismo? Então, esses. Aquele hábito de acordar, ficar mexendo no celular por quase meia hora e só depois se levantar, comer alguma coisa e sentar na frente do computador, sabe? Ele é ruim e eu tenho certeza que pelo menos uma pessoa que tá lendo isto faz, eu mesma fazia! Então vamos combinar uma coisa? De agora em diante você vai acordar, pode mexer no celular cinco minutinhos porque ninguém é de ferro e vai tomar um banho, comer alguma coisinha, arrumar a sua cama e ver tudo que tem pra fazer no dia, dali você vai por ordem de importância, mas se tiver alguma coisa que seja rapidinha e possa rolar paralelamente, tipo colocar a roupa pra lavar, faça logo e quando já tiver tudo feito, ai sim você senta na frente do computador pra ficar fuçando as redes sociais, assistindo vídeos ou seja lá o que for!
Outro desapego muito necessário e que demora muito pra a gente entender quando é jovem é aquele em que você deixa pessoas de lado. Pode até não ser uma má pessoa, mas as vezes vocês seguiram caminhos diferentes e só uma parte - a sua - sentiu a necessidade de ficar por perto, então vai aí uma dicona: desapega! Pode ser que vocês se encontrem novamente lá na frente, mas de momento isso só vai te afetar. Outra coisa é aquela pessoa que te faz mal, que não te apoia nos planos, é negativa e te puxa pra baixo, dessas você só pode fazer uma coisa: correr pra bem longe! E se quer uma dica de como descobrir quem são essas pessoas, eu te dou: ouça a sua mãe.
O último desapego que eu acho necessário falar na verdade é o primeiro, o material. Eu fui criada desse jeito e mais do que apoio que as pessoas também criem seus filhos assim, tendo esse noção. Sabe aquela boneca, aqueles bichinhos de pelucia que só tão ocupando espaço e acumulando pó? Doe. Doe pra instituições que ajudam crianças de baixa renda, doe pra ONGs, pra campanhas, eu tenho certeza que fará um criança muito feliz e ainda vai te ajudar a trocar a energia do lugar, eu mesma tinha muitos bichinhos e bonecas até um ano atrás, quando me deu esse estalo eu peguei tudo e levei pra um orfanato, onde eu tenho certeza que fiz muita criança feliz com novos brinquedos, mas calma que não tô falando pra você de desfazer de tudo, eu sei que todo mundo tem aquela um ou outra coisinha que é apego emocional, essa você guarda, é mais do que justo. 
O mesmo vale pra roupas, troque a energia, tire tudo aquilo que não te serve mais e não fique com a desculpa do "eu vou emagrecer e vai me servir", aquelas roupas que você já não usa porque teu estilo mudou, o de todo mundo muda, doe, se tiver em muito bom estado, daquelas que foi usada uma, duas vezes, venda, faça um dinheirinho extra que pode ficar pra você ou ser doado pra alguma instituição, vai da necessidade! Caso você queira fazer a opção de vender, existem vários meios, o primeiro é no boca a boca, no seu circulo de amizades, o segundo é usando aplicativos como o Enjoei (leia bem o regulamento e cuidado com as taxas) e o aplicativo Skina (livre de taxas) e o terceiro é criando um bazar online, que pode ser feito em qualquer rede social, eu mesma criei um lá no Facebook, pra qualquer que seja a opção, é só ter a roupa limpinha e tirar boas fotos, tchanã!
Tá ok, se você chegou até aqui deve tá se perguntando o porque diachos eu tô fazendo este post, e eu respondo a tua pergunta: pra incentivar mais gente a se desapegar, a coletar energias melhores, ter uma vida mais saudável em determinados parâmetros, pra dizer "desapega, você vai amar o resultado"!
Sophia Cuñado

comentário(s) pelo facebook:

14 comentários:

  1. Desapegar é necessário e faz bem! Desapegar das roupas, das certezas, das pretensões, dos pensamentos negativos e dos hábitos ruins.
    Adorei o texto! Que 2017 seja um ano renovador e maravilhoso, mesmo que isso custe deixar algumas pessoas e coisas pelo caminho.
    Beijos.
    Por Sara Castro
    www.ocionodiva.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí! Que todos consigam aprender o quão importante isso é! ♥

      Excluir
  2. Li esse texto e li de novo e achei essencial pra vida! Como ce sabe, comecei desapegando das roupas, agora vão as pessoas - ou já foi essa fase? Enfim, acho que sempre é tempo de a gente tirar coisas e pessoas ruins da nossa vida né? Ficou ótimo o texto, tem o selinho da Samira kkkk (quem ve pensa ne rs) beijão Sophi!
    dezoitoemponto.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que o desapego de pessoas é eterno, nós vivemos numa eterna mudança, então sempre vamos ter pessoas que não fazem mais parte do que somos atualmente. Desapegar e renovar é tudo ♥

      Excluir
  3. ai, menina, que texto mais lindo! me lembrou muito do primeiro livro da isabela freits, que muita gente acha que só fala de amor mas, foi ela que me ensinou, naquele livro, a desapegar de TUDO que for ruim para mim. Sobre o desapego material, você tem MUITA razão! podemos repassar coisas afrente e fazer pessoas bem felizes, certo? esse texto me emocionou de uma maneira...um beijão no core <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca li os livros dela, mas tenho bastante vontade! Desapego é tudo, deixa a vida mais leve, recarrega e renova as energias e nos faz um bem danado ♥ obrigada, fico feliz que tenha tocado alguém!

      Excluir
  4. Cê sabia que esse é um dos princípios fundamentais do budismo? Se não, procure ler um pouco sobre o assunto, você vai amar, com certeza. Adorei o post!

    blogdeclara.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sabia, não, vou procurar um pouco o assunto, obrigada ♥

      Excluir
  5. Nossa, esse post foi realmente lindo.
    Apesar de ser jovem, bem jovem, eu decidi em 2015 não me importar tanto com as coisas, se deixarmos isso de lado, não vai mais nos incomodar tanto e poderei viver novas experiências. Desde então eu me sinto muito feliz e tranquila, ainda tem muitas coisas em que eu posso melhorar, mas ver que evolui é tão bom.
    Minha mãe também sempre separa a cada 3 meses coisas para doar, desde muito tempo, e aprendi isso com ela.
    Gostei muito da postagem! Abraços.

    npitoresco.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fico muito feliz em ver que tem gente que já aprendeu o quão bom é desapegar, o quanto faz bem pra a gente! É assim mesmo, temos de passar pra frente, dentro e fora da familia, incentivar as pessoas a fazerem ♥ Muito obrigada!

      Excluir
  6. Fui criada para saber desapegar de coisas materiais, mas até hoje tenho problema para me desapegar de pessoas. Dependendo do objeto, eu também não consigo kk Acredito que 2017 será o ano de desapegos, comecei o ano aprendendo que desapegar será muito necessário para eu conseguir certas coisas.

    Nuvem de Novembro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O desapego material acredito que seja o mais fácil, já o emocional é uó! Que 2017 seja um ano de muito aprendizado e que você consiga se desapegar de todas as coisas - e pessoas - que não te fazem bem ou parte da sua vida mais! ♥

      Excluir
  7. Oi, Sophi.
    Amei seu texto! Incrivelmente no momento em que eu iniciei a leitura, começou a tocar Agora Eu Quero Ir, da Anavitória. Foi como se fosse um ritual de desapego, eu dizendo para os meus maus hábitos, "adeus".
    E você tem total razão quando diz que pequenos hábitos nos maltratam. Eu já havia praticado isso com o celular, quando acordo já não pego mais, primeiro levando, agradeço pelo meu dia, faço algo que tenho pra fazer e depois do café só que eu mexo.
    Amei o texto mesmo e seu blog é lindo!
    Um beijo ♥

    www.ultimobiscoito.comn

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada ♥ desapegue, se pararmos pra pensar temos muitos sentimentos, coisas e habitos que nos fazem mal, que não são necessários e muitas vezes nos fazem mal!

      Excluir